Arquivo mensal setembro 2015

Co-marketing ajudando a driblar a crise

Com a crise política e econômica que cada vez mais assola nosso País, torna-se inegável a dificuldade das empresas em manterem seus níveis de vendas nos mesmos patamares dos últimos anos.
Por consequência, ao passo que as empresas veem seus faturamentos diminuírem, aumenta-se a necessidade de ampliarem a divulgação de seus produtos e serviços.
No entanto, grande parte dessas empresas não dispõem de um alto budget para campanhas promocionais, o que dificulta a alcance de suas metas.
Neste contexto, o co-marketing pode ser uma boa alternativa para driblar a crise e ampliar a visibilidade de uma marca no mercado.
O co-marketing já existe há muito tempo, mas ganhou força com a popularização das mídias sociais, e corresponde ao termo collaborate marketing ou marketing colaborativo. Trata-se, portanto, de uma estratégia que visa a oportunidade de duas empresas com marcas distintas trabalharem em parceria e de maneira compartilhada numa mesma oferta.
Dessa forma, duas empresas que sozinhas não teriam condições de atingir seu público-alvo, passam a trabalhar juntas na mesma campanha dividindo os custos e os resultados de uma oferta em comum.
O co-marketing é possível quando as empresas não são concorrentes diretas, porém possuem o mesmo público-alvo, dessa forma, ambas promovem parte do conteúdo e comercializam juntas os produtos de cada uma.
Em geral, as empresas que optam por ações de co-marketing possuem produtos complementares. Como exemplo, poderia ser desenvolvida uma campanha
promocional de uma máquina de lavar juntamente com uma marca de sabão em pó. Os produtos são complementares, mas possuem o mesmo público-alvo.
A estratégia de co-marketing, porém, não se restringe somente ao mercado B2C, sendo também uma boa alternativa para empresas B2B, tal como, por exemplo, empresas de serviços empresariais. Nesse caso, pode-se citar como exemplo uma empresa de software de Folha de Pagamentos que se une a uma consultoria de RH, para realização de uma palestra sobre motivação de equipes destinada à gerentes de Recursos Humanos. Note que nesse caso as duas empresas com serviços diferentes se unem para atrair o mesmo público e gerar leads qualificados num processo de parceria.
No mercado cada vez mais competitivo e com menos oportunidades de negócio, o co-marketing pode ser uma ótima alternativa, principalmente para empresas de pequeno e médio porte que possuam poucos recursos de investimentos em Marketing.